.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. Medo

.favorito

. a sós... com o coração

. Oração a Mim Mesma

. Que dia é este?

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds


Sexta-feira, 4 de Abril de 2008

Medo

Não vale apena, não adianta, não há nada a fazer!

Por mais que eu tente, por mais que busque por uma força vinda sabe-se lá de onde, não consigo, não consigo me levantar, não consigo mais acreditar, não encontro mais a experânça, não me consigo comformar, não estou a conseguir viver!

Estou a ficar cada vêz pior, não adianta mais o acordar um pouquinho melhor, como até foi hoje o caso, tentar me mentalizar de que estando bem atraio o bem, tentar pensar em sorrir e acreditar que algo bom vai acontecer.

Basta o correr do dia, basta o sentir, o lembrar-me desta solidão que actualmente vivo, para me derrubar, para que tudo volte de novo, o mau estar, a tristeza, a amargura...

Tenho medo, sinto muito medo, medo de estar aqui, medo de continuar assim por muito tempo, tanto tempo que acabe por arruinar os sonhos que tenho, mas não só tenho medo por mim, começo também a sentir medo pela minha menina, com esta minha incapacidade de ultrapassar esta mágoa, começa-me a faltar a paciência, a tolerância, a calma, que é tão necessária para lidar com uma criança.

E ela não tem culpa!!!

Ela é o melhor que tenho, é por ela que ainda resisto, sem dúvida que é, é pela minha menina que tenho aguentado, amo tanto a minha filha, amo tanto a minha menina que até isso me dá medo.

Será que ela vai sempre ser uma boa menina, irá ela tornar-se uma grande mulher, não se vai ser doutora ou engenheira, mas se vai acatar os valores que tento lhe transmitir, será que ela vai querer ser boa, sincera, delicada, sensível, amiga, será que vai querer amar de coração aberto, sonhar e gostar de olhar o mar, será que ela vai querer ser tudo isto, irá ela acreditar em mim, quando o que vê ao olhar para mim é esta tristeza, não irá ela questionar se vale apena ser tudo isto, quando olha para mim e vê que não vale de nada eu ser assim, que sofro por ser assim, que não sou feliz sendo assim???  

Tenho tanto medo!!!

Sinto neste momento um medo tão grande, que quase me sufoca, ou serão as lágrimas que quase me afogam, ou a dor no coração será como uma flecha que quase o destroi roubando-me a vida???

A flecha da solidão!!!

E mais medo tenho, de que quanto mais só me sinto, mais só tento ficar, mais me isolo do mundo, da vida, das pessoas...

Tenho tanto medo!!!

Tenho medo deste silêncio, da noite, de estar aqui sózinha com a minha menina, sinto-me desprotegida, atordoada com este medo, não consigo pensar em mais nada se não neste medo de tudo!

Tenho tanto medo!!!

sinto-me: Numa tristeza profunda!
música: O silênco
tags: ,

publicado por coisasdecoracao às 23:54

link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito